REFLORESTAMENTO

Quando o terreno foi comprado, foi feita ao Universo uma promessa de plantar pelo menos 10.000 árvores.

Este é, assim, o maior objetivo deste projeto, criado para proteger a terra e contribuir para a sustentabilidade da natureza. O objetivo da agricultura sintrópica é permitir o aparecimento de uma floresta primária.

Inicialmente foram plantadas árvores frutíferas (limoeiros, árvores de tangerina, laranjeiras, abacateiros, figueiras, mamoeiros, árvores de maracujá, bananeiras, etc.), além de espécies nativas da região, para reflorestar o terreno e dar um exemplo de uma maneira respeitosa de cultivar a terra, sem o empobrecimento do solo nem o uso de produtos químicos.

 

 

 

VOCÊ PODE AJUDAR!

Esta é uma tarefa enorme, e precisamos de doações para financiar o trabalho de plantio de 10.000 árvores no local. O plantio de uma árvore custa 5 euros, em media, incluindo a compra da planta, seu transporte, a preparação do solo, sistemas de irrigação e fertilizantes naturais. Contribua para o nosso projeto, qualquer quantia ajuda!

PLANTIO DE 10.000 ÁRVORES

Desde maio de 2017, mais de 2.000 árvores foram plantadas numa parte da propriedade. Esta trabalho será retomado assim que for possível, através da preparação de outras partes do terreno, com a ajuda de trabalhadores locais empregados, para que o objetivo de plantio de 10.000 árvores em 2 anos possa ser alcançado.

A LONG TERME...

A longo prazo, a energizante floresta vai gradualmente permitir a existência de uma linda e forte floresta primária. A meta de plantar 10.000 árvores será cumprida dentro de dois anos, para reflorestar parte das áreas desmatadas.

 

 

 

L'ELECTRO-MAGNETO CULTURE

Conjointement à l'agriculture syntropique, nous mettons également en pratique les principes de l'électro-magnéto culture. Cliquez ici pour en savoir plus sur ces techniques

 

AGRICULTURA SINTRÓPICA

Nesta região, cujo habitat natural sofre com as consequências da agricultura intensiva, o replantio de árvores é essencial. O desmatamento de grandes florestas primárias para cultivar plantações (essencialmente de café), e a agricultura intensiva, destruíram o sistema de raízes que costumava represar a água e conter a fauna e a flora, terminando por secar as fontes e as hidrovias. Além disso, o costume de corte e queima agrícola causou inúmeros incêndios incontroláveis, que devastaram a região.

Por causa disso, esta região da Bahia enfrenta uma crescente falta de água. A promessa da agricultura sintrópica é reflorestar gradualmente a região para rescussitar seu ecossistema original e, ao mesmo tempo, garantir que seja possível existir uma coabitação pacífica entre seres humanos e a natureza.

Saiba mais sobre os princípio da agricultura sintrópica no site de seu fundador,